segunda-feira, 22 de agosto de 2016

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Zebra na Rio-2016: Djokovic chora o fim do sonho olímpico

Zebra na Rio-2016: Djokovic chora o fim do sonho olímpico

Número 1 do mundo, sérvio perde para o argentino Del Potro na primeira rodada do torneio masculino de tênis: "Foi uma das mais duras derrotas da minha vida"O tenista sérvio Novak Djokovic se emociona após ser eliminado pelo argentino Juan Martin Del Potro, na primeira rodada do torneio de simples. O título olímpico é o único ainda não conquistado pelo atual número um do mundoO tenista sérvio Novak Djokovic se emociona após ser eliminado pelo argentino Juan Martin Del Potro, na primeira rodada do torneio de simples. O título olímpico é o único ainda não conquistado pelo atual número um do mundo (Clive Brunskill/Getty Images)

Foi um pesadelo que se repetiu. O gigante fantasma argentino de quatro anos atrás reapareceu. Juan Martin Del Potro, o homem que havia lhe tirado a medalha de bronze em Londres aprontou outra vez. E agora de maneira mais surpreendente. Com uma atuação espetacular, o tenista número 141 do ranking mundial eliminou o sérvio Novak Djokovic, número 1, por 2 sets a 0 (7/6, 7/6), na primeira rodada do torneio olímpico de tênis da Rio-2016. Ainda na quadra, Djoko não segurou as lágrimas com o inesperado e precoce fim do sonho da medalha de ouro, um dos poucos títulos que ainda não fazem parte de sua coleção de 66 troféus.
“Me senti como se estivesse no meu país. Eles me deram força, mas não deu. Não é a primeira vez que perco um jogo de tênis, mas Olimpíada é diferente. Com certeza é uma das mais duras derrotas da minha carreira”, disse Djokovic, que mesmo cabisbaixo após a derrota atendeu os jornalistas pacientemente na zona mista.
O próprio argentino, que obteve uma vitória fantástica e dramática após se recuperar de uma lesão no joelho, se sensibilizou com o choro de seu, pode-se dizer assim, freguês olímpico. “Fiquei tocado com o choro do Djoko. Respeito muito ele, fizemos uma partida espetacular, mas foi uma noite de sonho para mim”, disse Del Potro.
Resultados – A precoce eliminação de uma das maiores estrelas da Olimpíada é um balde de água fria, em especial, nos amantes de tênis. Isso porque, uma semana antes da competição começar, outro ídolo, o suíço Roger Federer, machucado, anunciou que não viria mais. Quem pagou até 1 000 reais no ingresso da final espera agora que aos menos as outras duas estrelas que restam cheguem lá. Mais cedo, o britânico Andy Murray venceu o sérvio Viktor Troicki (6/3, 6/2), enquanto o espanhol Rafael Nadal derrotou o argentino Federico Delbonis por 6/2 e 6/1.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

PARA PF, COMPRADOR DE AVIÃO ERA ENTREGADOR DE PROPINA DE CAMPOS

PARA PF, COMPRADOR DE AVIÃO ERA ENTREGADOR DE PROPINA DE CAMPOS
imagems autos do inquérito da Operação Turbulência da Polícia Federal que resultaram no indiciamento de 20 pessoas, apontam o empresário pernambucano João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho como o suposto líder de um grupo criminoso e responsável por entregar dinheiro proveniente de propina por parte da empreiteira Camargo Corrêa ao ex-governador Eduardo Campos (PSB) – falecido em um acidente aéreo durante a campanha presidencial de 2014 – e ao senador Fernando Coelho Bezerra (PSB-PE). O parlamentar é pai do ministro das Minas e Energia do governo do vice-presidente em exercício Michel Temer (PMDB), Fernando Filho.

Segundo as investigações da PF, os valores repassados por Lyra seriam fruto de desvios ocorridos na construção da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial e Portuário de Suape (PE). A refinaria também é investigada pela Operação Lava jato, que apura desvios e corrupção na Petrobras, responsável pelo empreendimento.

Ainda segundo a PF, Lyra se apresentou como o único comprador do avião Cessna Citation PR-AFA que caiu em agosto de 2014 em Santos (SP), além de ter assinado o Termo de Intenção de Compra da aeronave Cessna Citation PR-AFA.

A atuação de Lyra no esquema teria sido confirmada pelos depoimentos dos ex-funcionários da empreiteira Camargo Corrêa Gilmar Pereira Campos e Wilson da Costa. O esquema teria sido viabilizado por meio de um contrato fictício com a Construtora Master, visando a terraplenagem no terreno da refinaria. O serviço, porém, nunca foi executado.

Além de atuar no esquema montado conjuntamente com a Camargo Corrêa, Lyra também teria montado empresas de fachada para operar recursos originários da construtora OAS. Somente entre 2010 e 2014, a PF rastreou cerca de 90 transações entre a OAS e as empresas ligadas ao empresário pernambucano que teriam movimentado cerca de R$ 14 milhões.
 
A defesa de Lyra nega a existência de irregularidades e o PSB informou que tem plena confiança na “conduta sempre íntegra do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e o apoio incondicional ao trabalho de investigação da Polícia Federal e do Ministério Público, esperando que resulte no pleno esclarecimento dos fatos”. Já o senador FBC, reafirmou que “não é investigado na operação Turbulência” e que atuou como coordenador de “nenhuma campanha de Eduardo Campos”. 

(247)

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

ACIDENTE: Van com a banda 'Rei da Cacimbinha' capota após colidir em animal na BA

Acidente ocorreu na noite de quinta-feira (28), em trecho da BR-116. Dois músicos foram internados no HGE; vocalista também teve ferimentos.

Um acidente envolvendo uma van e um animal na BR-116, entre os municípios de Serrinha e Araci, no nordeste da Bahia, deixou 11 pessoas feridas na noite de quinta-feira (28). As vítimas integram a banda "Rei da Cacimbinha". O líder do grupo, o cantor John Falcão, está entre os feridos. 

De acordo Ludson Gusmão, empresário da banda, o grupo seguia viagem para um show em Natal (RN), quando um cavalo apareceu na estrada forma repentina. A van acabou colidindo com o animal. "Com a batida, o carro capotou três vezes", contou. 

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi encaminhada para o local do acidente. Na van, estavam 10 músicos e um motorista. Todos ficaram feridos. Nove deles foram encaminhados para um hospital no município de Araci, onde foram atendidos e liberados. Entre eles, está o cantor John Falcão. "Ele teve luxação na costela e na coluna. Foi atendido no hospital, liberado, mas segue em um hotel do município", detalhou. 

Além dos nove feridos que foram encaminhados para Araci, dois músicos que tiveram ferimentos mais graves foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. Conforme o empresário Ludson Gusmão, o guitarrista e o mixador da banda tiveram fraturas. Eles não correm risco de morte. 

O show da banda, que seria realizado em Natal, nesta sexta-feira (29), foi cancelado. Uma outra apresentação que iria ocorrer na Paraíba também foi suspensa. O empresário diz que as datas devem ser remarcadas. 

A banda "Rei da Cacimbinha" é do município de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, e é conhecida por músicas como "Pop 100", que tem mais de 100 milhões de visualizações no Youtube, e "Muriçoca", com mais de três milhões de acessos.

GLOBO.COM

ACIDENTE: Van com a banda 'Rei da Cacimbinha' capota após colidir em animal na BA

Acidente ocorreu na noite de quinta-feira (28), em trecho da BR-116. Dois músicos foram internados no HGE; vocalista também teve ferimentos.

Um acidente envolvendo uma van e um animal na BR-116, entre os municípios de Serrinha e Araci, no nordeste da Bahia, deixou 11 pessoas feridas na noite de quinta-feira (28). As vítimas integram a banda "Rei da Cacimbinha". O líder do grupo, o cantor John Falcão, está entre os feridos. 

De acordo Ludson Gusmão, empresário da banda, o grupo seguia viagem para um show em Natal (RN), quando um cavalo apareceu na estrada forma repentina. A van acabou colidindo com o animal. "Com a batida, o carro capotou três vezes", contou. 

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi encaminhada para o local do acidente. Na van, estavam 10 músicos e um motorista. Todos ficaram feridos. Nove deles foram encaminhados para um hospital no município de Araci, onde foram atendidos e liberados. Entre eles, está o cantor John Falcão. "Ele teve luxação na costela e na coluna. Foi atendido no hospital, liberado, mas segue em um hotel do município", detalhou. 

Além dos nove feridos que foram encaminhados para Araci, dois músicos que tiveram ferimentos mais graves foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. Conforme o empresário Ludson Gusmão, o guitarrista e o mixador da banda tiveram fraturas. Eles não correm risco de morte. 

O show da banda, que seria realizado em Natal, nesta sexta-feira (29), foi cancelado. Uma outra apresentação que iria ocorrer na Paraíba também foi suspensa. O empresário diz que as datas devem ser remarcadas. 

A banda "Rei da Cacimbinha" é do município de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, e é conhecida por músicas como "Pop 100", que tem mais de 100 milhões de visualizações no Youtube, e "Muriçoca", com mais de três milhões de acessos.

GLOBO.COM